PMSS expressa rechaço ao ataque do Deputado Federal Sérgio Souza contra a Universidade Federal da Integração Latino-Americana

PMSS expressa rechaço ao ataque do Deputado Federal Sérgio Souza contra a Universidade Federal da Integração Latino-Americana

- en Declaraciones, Noticias del PMSS
Comentarios desactivados en PMSS expressa rechaço ao ataque do Deputado Federal Sérgio Souza contra a Universidade Federal da Integração Latino-Americana

 

As organizações sociais que integram a Plataforma Mercosul Social e Solidário – PMSS, composta por 16 entidades de 5 países da região, vimos a público expressar nosso rechaço ao ataque do Deputado Federal Sérgio Souza contra a Universidade Federal da Integração Latino-Americana – UNILA, que, com o pretexto de fortalecer a Universidade, na verdade provocará grande retrocesso para esta Instituição que, desde 2010, oferece educação gratuita, inclusiva e de qualidade, o que permite uma integração solidária entre as múltiplas culturas que conformam nossa América Latina.

Nos unimos a todos os que afirmam que a Emenda Aditiva a Medida Provisória 785/2017 põe em xeque a continuidade da Instituição e descaracteriza a originalidade deste importante projeto universitário ao propor a transformação da UNILA na Universidade Federal do Oeste do Paraná.

A UNILA começou seis anos atrás com 200 estudantes do Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina e hoje atende a 3.275 alunos de dezenove países, nos seus vinte e nove cursos de graduação e onze de pós-graduação. Com 67 grupos de pesquisa e mais de 160 ações de extensão, tem impactado cerca de 115 mil pessoas, o que demostra sua grande importância para a Região.

Repudiamos a ofensiva contra o Ensino Superior no Brasil, com o fim do Programa Ciências sem Fronteiras, o fim dos fundos de 50% dos recursos do Fundo Social e dos 75% dos royalties para a educação e, especialmente, a ofensiva contra a internacionalização do Ensino Superior.

Considerando esta proposta um atentado contra a integração latino-americana, manifestamos nossa solidariedade a toda à comunidade acadêmica, ao corpo docente e estudantes desta renomada Universidade.

Conclamamos as autoridades competentes, especialmente a Câmara de Deputados, que não aceitem a Emenda Aditiva que propõe a destruição da identidade desta importante Universidade para América Latina.

Plataforma Mercosul social e solidário, 04 de agosto de 2017

Integram a Plataforma Mercosul Social e Solidário:
– Argentina: Ação Educativa Santa Fé (AE); Associação Ecumênica de Cuyo (FEC)CANOA Hábitat Popular; Centro Nova Terra; Instituto de Cultura Popular (INCUPO); Instituto de Estudos Jurídicos-Sociais da Mulher (INDESO-Mulher).
– Brasil: Associação de Estudos, Orientação e Assistência Rural (ASSESOAR); Centro de Ação Comunitária (CEDAC); Centro Ação Cultural (CENTRAC).
– Chile: ECO Educação e Comunicações; Serviço para o Desenvolvimento dos Jovens (SEDEJ).
– Paraguai: Centro de Documentação e Estudos (CDE); Decidamos, Campanha pela Expressão Cidadã; Serviço Ecumênico de Promoção Alternativa (SEPA).
– Uruguai: Centro Cooperativista Uruguaio (CCU); Centro de Participação Popular (CPP).

Descargar nota versión español, aquí.